sábado, 30 de abril de 2011

PATU: HOMEM MORREU VÍTIMA DE CUTILADA DE FACA PEIXEIRA

 ITEP DE MOSSORÓ COMPARECEU AO LOCAL DO HOMICÍDIO E CONDUZIU O CORPO DA VÍTIMA PARA A SEDE DO ÓRGÃO PARA SER SUBMETIDO A NECROPSIA

 VÍTIMA SOFREU UMA CUTILADA DE FACA PEIXEIRA NO PESCOÇO


GUARNIÇÃO DA POLÍCIA MILITAR COMANDADA PELO CABO PM DE OLIVEIRA ISOLOU O LOCAL ATÉ A CHEGADA DO ITEP

***
Por volta das 03:30 horas deste sábado, 30 de abril, a pessoa de ANTONIO DE SOUSA FORTE, natural de Campo Grande-RN, 34 anos de idade, residente na rua Sabóia Filho, Bairro da Estação, nesta cidade de Patu, foi vítima de uma cutilada fatal de faca peixeira no pescoço, desferida por uma pessoa até agora não identificada pela polícia.
A vítima caiu morta na rua Solano de Moura, em frente ao Castelo do Forró, no conjunto Nova Patu. A polícia ainda não tem informações se a agressão ocorreu nesse local ou se a vítima ainda chegou a caminhar e cair morta ali.
Uma equipe do ITEP de Mossoró compareceu ao local por volta das 07:00 horas e conduziu o corpo para a sede do órgão, onde será submetido a necropsia e em seguida liberado para sepultamento que deverá ocorrer em Patu.

O SPRAY DE PIMENTA E O SERVIÇO POLICIAL

A atividade policial impõe uma pluralidade de formas de atuação, cada uma com suas peculiaridades e complicações de como resolvê-las. Enquanto se soluciona um desentendimento entre vizinhos apenas com a capacidade de persuasão, um embate corporal requer mais cuidado do que o simples uso da arma de fogo.

A arma de fogo, aliás, deve ter seu uso evitado a todo custo, fazendo-se necessária apenas em último caso, pra salvar a própria vida ou de terceiros, por exemplo.

O famigerado 'spray de pimenta', é equipamento essencial na intervenção policial, principalmente em situações que exijam esforço físico. O poder não-letal desse utensílio, que reduz a reação do agressor, minimiza tanto os esforços policiais quanto os danos físicos ao infrator.

Atualmente se discute sobre o mal uso do gás de pimenta por profissionais mal intencionados. Entretanto, em vista de sua grande valia na atuação policial, é preferível um controle mais incisivo sobre as peças humanas e um treinamento mais apurado do que sua vedação e limitação à grupos especiais.

O bastão 'tonfa', ou simplesmente 'cassetete' é um equipamento não-letal usado por quase todos os policiais em serviço. Assim como o gás em questão, o uso legal da tonfa também pode ocorrer desvios, e mesmo assim sua utilização não é questionada.

É válido ressaltar que, quanto maiores e melhores os meios de intervenção policial, menos utilizada será a arma de fogo, geralmente segunda opção depois da tonfa, e menores serão os agravamentos tanto para policiais quanto para os cidadãos em confronto com a lei.

FONTE: Amigos do Ronda, sugerido pelo Sd PM CE Roberto Fernandes

Imagens do corpo encontrado no Sítio Corredor Antônio Martins/RN





Essas são imagens de como o corpo de um homem que até o momento não foi identificado, foi encontrado pela guarnição da Polícia Militar de Antônio Martins Comandada pelo Sgt. Herculano, ontem por volta das 10:00h na entrada do Sítio Corredor.

Fotos: Emídio Sena 

sexta-feira, 29 de abril de 2011


GRAVE ACIDENTE NA BR-304 PRÓXIMO À CIDADE DE ANGICOS-RN


Aurélio, vítima, morreu preso às ferragens

 

Hoje, quinta-feira (29), por volta das 12:30 hs, aconteceu um grave acidente na BR-304, mais precisamente na altura do sítio Sombras, próximo à cidade de Angicos/RN, envolvendo um passat de placas MXR-8803/São Rafael e um corsa sedan de placas NOA-8907/Angicos .
 
Segundo informações colhidas no local, um sr. identificado como Aurélio Barbalho, professor de Educação Física da cidade de Angicos, foi vitimado fatalmente, ficando preso às ferragens.
PARA VISUALIZAR MAIS FOTOS CLICK AQUI!
Fonte: O Câmera
Fotos: Coelho Neto
Via: Martins em Pauta

Foragidos do CDP de Pau dos Ferros/RN continuam sendo procurados pela Polícia

Os foragidos da Justiça, Francisco Elenildo da Silva, vulgo Padeiro e José Alves de Lima(foto), o Zé de Darci, que fugiram na madrugada do último dia 26 de Abril do Centro de Detenção Provisória (CDP), de Pau dos Ferros/RN, continuam sendo procurados pela Polícia.

O Zé de Darci(foto), que teria sido preso no mês de Janeiro, confira a postagem clicando AQUI, conforme informações é uma pessoa perigosa, com várias acusações contra sua pessoa entre essas, esta a de ter estrupado três filhas.

Qualquer informação que possa levar a captura desses foragidos, telefone para a Delegacia de Polícia mais próxima, ou para os telefones 84 3351 2729, 84 3351 9650 ou 190.




Não precisa se identificar, faça sua parte e lembre-se que Segurança Publica é direito e RESPONSABILIDADE DE TODOS.

Aos policiais - Tropas de Elite

 

Tropas de Elite

Ao pesquisar as origens mais longínquas das Tropas de Elite, chega-se na operação “Cavalo de Tróia” ocorrida em 1200 A/C, quando um grupo de combatentes gregos escondidos dentro de um cavalo de madeira entrou no território inimigo na cidade Tróia e, de forma furtiva, conseguiram franquear o acesso do restante da tropa, momento esse descrito na obra “A Ilíada” de Homero quando Ulisses disse a seus homens: “Príncipes, lembrai-vos de que a audácia vence a força. É tempo de subir para o nosso engenhoso e pérfido esconderijo. Já dentro da cidade de Tróia, com a ajuda hábil de Epeu, Ulisses abriu sem ruídos os flancos do animal e, pondo a cabeça para frente, observou por todos os lados se os troianos vigiavam. Não vendo nada e ouvindo apenas o silêncio, tirou uma escada e desceu a terra. Os outros chefes, deslizando ao longo de um cabo, seguiram-no sem tardar. Quando o cavalo havia, devolvido todos à noite sombria, uns apressaram-se a começar o massacre e os outros, caindo sobre as sentinelas, que em lugar de vigiar, dormiam ao pé das muralhas descobertas, degolaram-nas e abriram as portas da ilustre cidade do infeliz Priamo”, daí a expressão: “presente de Grego”.

Percebe-se dessa narrativa alguns elementos muito típicos das Tropas de Comandos presentes até hoje. A ação audaz, engenhosa, furtiva, letal e com objetivo definido caracteriza esse tipo de combatente.
As Tropas de Elite, no meio policial, foram efetivamente influenciadas na sua criação pelas “Tropas de Comandos” da 2ª Guerra Mundial que eram constituídas por grupos de militares que, apenas com seu equipamento individual, faziam incursões relâmpago em território inimigo com a finalidade de matar e destruir; portanto, matar o inimigo e destruir seus suprimentos e instalações constituíam em geral os objetivos principais de uma Tropa de Comandos.
É nesse sentido que, dada as agruras e perigos de uma missão dessa natureza, a formação de um integrante de uma Tropa de Comandos era precedida de uma especial preparação do candidato que pretendesse fazer parte desse seleto grupo, e isso ocorria por meio de um curso específico, um Curso de Comandos ou também conhecido como um Curso de Operações Especiais.
Dessa forma, é fato que, um Curso que tem por fim preparar um militar para atuar nas condições mais adversas tem que reproduzir no treinamento situações muito próximas da realidade que se irá enfrentar, no entanto, é preciso a temperança de não se afastar do objetivo pretendido por meio de práticas que, de modo unilateral, não acrescentam nada ao homem que está sendo preparado, servem apenas para exteriorizar eventuais anomalias psíquicas por parte de pseudos instrutores ou instrutores despreparados conduzindo, a longo prazo, o curso a um descrédito.
Assim, exigir altíssima disciplina e prontidão é importante, pois disso se necessita nas missões; trabalhar em equipe com a máxima atenção e segurança é fundamental e disso se necessita nas missões; ter vigor físico e resistência à fadiga é imperativo, pois se necessita nas missões; ter controle emocional para trabalhar sob pressão é indispensável, pois se necessita nas missões; suportar longos períodos sem se alimentar ou se hidratar, sem perder a concentração é uma vivência que vale a pena passar pois acontece em algumas missões e disso tudo se conclui que, forjado dessa maneira, aumentarão as chances de sobrevivência e a possibilidade de cumprir a missão a contento; aliás, a expressão “cumprir a missão” tem um significado muito particular na mente e no coração de um integrante de uma Tropa de Elite. De certa forma, tais atributos, exigências e tal rigor no alcance do objetivo definido, que significa o cumprimento da missão, não encontra, em geral, muita aderência em pessoas desprovidas de virtudes pertinentes a essa natureza; assim, “os espíritos fracos”, oportunistas, medianos, ou os, como disse Fernando Pessoa, que “vivem numa penumbra cinzenta que não conhecem nem a vitória nem a derrota...”, ou ainda, bem simbolizado por Gonçalves Dias no poema “I Juca Pirama”, que retrata a repulsa de um velho guerreiro por seu filho que, capturado, demonstra fraqueza diante da morte: "Tu choraste em presença da morte? Na presença de estranhos choraste? Não descende o covarde do forte; pois choraste, meu filho não és! Possas tu, descendente maldito; de uma tribo de nobres guerreiros; implorando cruéis forasteiros; seres presa de vis Aimorés?”.

Os pertencentes a esses grupos são diferentes, são guerreiros no sentido da obstinação, os valores defendidos por eles são virtuosos e de altos ideais, é o que se depreende dos poemas acima citados e da Oração do Guerreiro do GATE, uma das Tropas de Elite da Polícia Paulista, que diz: “Ó Senhor meu Deus, daí nos somente aquilo que vos resta, daí nos a fome, daí nos a sede, daí nos o frio, daí nos o medo, mas daí nos acima de tudo ó Senhor; a fé, a força, a coragem e a vontade de vencer, uns têm, mas não podem, outros podem, mas não têm, nós que temos e podemos, agradecemos ao Senhor”. É fato que no conteúdo desta oração estão contidos muitos atributos pertinentes e particulares de um homem de operações especiais; é no mínimo curioso pedir a Deus algo que resta, uma vez que as coisas boas já foram pedidas pelos outros.

Esse modelo de Tropa de Comandos deu tão certo que acabou por inspirar vários grupos táticos nas polícias do mundo todo; o maior vetor nesse sentido foram as SWATs na década de 60 nos Estados Unidos e seguindo um modelo semelhante foram criados o GSG9 na Alemanha, GIGN na França, GEO na Espanha, as Fuerzas Especiales na Argentina e no Brasil os vários grupos especiais das Polícias Federal e Estadual, sendo o BOPE do Rio de Janeiro o mais antigo e agora o mais comentado de todos por conta do lançamento do filme “Tropa de Elite” que explorou essa questão.

Não é o interesse comentar as diversas nuances que o filme apresenta sob o ponto de vista sociológico, sob o ponto de vista do estresse emocional do policial ou mesmo do aspecto econômico relativo ao tráfico de entorpecentes; o que importa nesse artigo é explorar o subproduto decorrente de uma ampla exploração midiática de uma Tropa de Elite, e nesse mister faz-se necessário, para afastar-se da simplificação, estabelecer alguns pontos de reflexão.

A priori sempre se deve considerar que um policial que integra uma Tropa de Elite não é mais nem menos que qualquer outro policial; não deixa de ser uma visão maniqueísta classificar os policiais da forma como sugere o filme em três únicas categorias: os omissos, os corruptos e os que vão para a guerra; fazendo supor que somente aqueles que vão para a luta, nos moldes de como demonstra o filme, são os que devem servir de modelo ou fazer surgir um senso comum de que a maioria dos estudantes universitários e membros de ONGs atuam com tamanha hipocrisia; trata-se de um exagero na ficção, que merece no mundo real um ajuste; aliás, se merece alguma consideração e apreço da sociedade, roga-se para que seja feita ao policial ordinário, em sua maioria gente de bem, gente honesta que trabalha em uma viatura policial de rádio patrulha e é designado para atender uma ocorrência não sabendo o que vai encontrar pela frente; são esses policiais que não possuem os equipamentos e armamentos mais modernos disponíveis, não possuem o treinamento diferenciado e atendem desde uma simples desinteligência até ações perpetradas por criminosos em grande número e fortemente armados, assim, se uma homenagem há de ser feita que se faça a esses que não usam a farda preta ou camuflada.

Ao contrário disso, um policial de uma Tropa de Elite é diferente não na sua essência; a sua natureza é similar a de todos os outros policiais que tiveram a capacidade intelectual, o perfil psicológico desejado, a capacidade física, a ausência de alterações em seus antecedentes criminais, a conduta social adequada e passaram no concurso público; mas sim na sua existência por cultuarem, de modo mais explícito, valores como a honestidade, coragem, verdade, espírito de coesão e outros de caráter virtuoso, e isso, em um grupo pequeno fica mais fácil de ser cultuado e fiscalizado, pois, nessas circunstâncias não é possível “mascarar” conduta diversas desses valores, por muito tempo.

 Além disso, para se criar uma Tropa de Elite é necessário muito mais do que escolher um símbolo normalmente relacionado com os felinos, aves de rapina, caveiras, armas cruzadas, miras telescópicas ou qualquer outra coisa similar; não basta tampouco selecionar um grupo de algumas dezenas de policiais, bem preparados e dotá-los com uniforme diferenciado, uma viatura caracterizada e estarem prontos para sair por aí bancando “o mocinho” com uma exposição muito mais exibicionista do que efetiva, muito mais forma do que conteúdo.

Qualquer Tropa de Elite deve seguir alguns pressupostos impostos pelo caminho seguro da doutrina. O primeiro deles é que uma Tropa de Elite deve sempre respeitar seus três únicos momentos, quais sejam: treinar, dar treinamento e operar. Não se pode ter uma Tropa de Elite e operá-la como “clínica geral” em operações regulares, como “Operação Papai Noel”, “Operação Carnaval”, “Operação Feriado Prolongado” ou outra coisa semelhante.

Caracteriza também uma Tropa de Elite a dotação de equipamentos e armamentos diferenciados que a torne apta para transitar, de forma plena, nas quatro alternativas táticas, que são: a negociação, o emprego de técnicas não-letais, o tiro de comprometimento (atirador de elite, também conhecido como “sniper policial”) e a invasão tática.

Além disso, o voluntariado é algo recomendado e característico de uma Tropa de Elite, até porque, as exigências e as vicissitudes das missões exigem um “algo a mais” e dessa forma a observância do critério do voluntariado facilita em muito o “funcionamento das coisas”.

Por último, um outro requisito é uma expectativa de demanda, ou seja, uma perspectiva de emprego que justifique o alto investimento que é necessário para manter-se uma Tropa de Elite em condições de atuação.
Dito isto, parece agora mais claro e evidente aquilo que, no embalo do filme “Tropa de Elite”, algumas forças policiais têm proporcionado por meio da televisão aos telespectadores. Parece haver uma febre descontrolada, a moda é ser da “Tropa de Elite”, aliás, tudo virou “Elite”, tudo tem “Especial” no nome e, até os métodos e particularidades do treinamento de uma verdadeira Tropa de Elite, ocupam agora, um lugar comum em qualquer treinamento, muitas vezes por “mãos inábeis” que tendem mais às alegorias e fanfarronices do que ao verdadeiro conteúdo e finalidade, aumentando inclusive em muito o risco do treinamento e invadindo, sem propósito, a dignidade das pessoas. É preciso cuidado.

Em que pese à declarada tentativa do filme “Tropa de Elite” em reproduzir a realidade do Rio de Janeiro, há que se considerar que se trata de uma obra de ficção e não de um documentário; mais que isso, uma ficção que ocupa um espaço temporal de dez anos atrás, dessa forma, é preciso ponderar que os mecanismos de tolerância social, do fortalecimento das instituições democráticas, da preservação dos direitos humanos, inclusive dos transgressores da lei e ainda dos meios de controle da atividade policial, convergem todos, para a prática de ações cada vez mais inseridas no ordenamento jurídico vigente, muito mais do que no passado; assim, algumas práticas exploradas no filme, ainda que permeada de uma boa intenção de seus roteiristas em reproduzir uma suposta realidade, visando um bem maior, merecem severo questionamento por serem flagrantemente contrários a um Estado de Direito.

Outro aspecto que merece uma análise prudente é a de que, embora o filme tenha tido uma repercussão nacional e até internacional, o Brasil continua sendo um país continente e possuidor de diversas realidades diferentes. Por isso é possível admitir, que cada região tem características singulares, vale dizer que as formas de atuação da polícia e também dos criminosos não devem ser padronizadas no país como um todo; a metodologia usada no combate ao crime por um Estado Membro, eventualmente é a melhor possível para aquele Estado e não necessariamente para um outro.   

A mensagem que o filme passa, sob o ponto de vista da análise policial, corresponde ao pior legado que as Tropas de Comandos da 2ª Guerra deixaram como herança para a formação das Tropas de Elite no âmbito da Segurança Pública. Trata-se da dificuldade de algumas em reconhecer o criminoso não como um inimigo que deve ser eliminado, mas sim como alguém com desvio de conduta que precisa prestar contas de seus atos ilícitos à justiça. Uma Tropa de Elite, no âmbito policial, atuando na direção que o filme sugere, pode até convergir com a expectativa da opinião pública, que mercê do recrudescimento da criminalidade e da violência urbana, anseia por resultados rápidos, sumários; no entanto, essa onda mais cedo ou mais tarde passa e o que sobra é o questionamento frio e imparcial de um inquérito policial ou de um processo na justiça que analisará e julgará tecnicamente a correção ou não da conduta policial frente ao ordenamento jurídico vigente, nessa hora o policial protagonista da ação questionada se vê só, abandonado à própria sorte. É preciso ponderação.

Além do mais, “matar o bandido” como às vezes induz o clamor social não é e nunca será a solução do problema. É bom frisar que o emprego de força letal é direito dado ao policial no estrito cumprimento de dever legal ou na legítima defesa própria ou de terceiros, desde que observados os parâmetros legais que regulam essa conduta; o que acontecer fora desses limites, é por conta e risco do policial; sendo assim a sabedoria consiste em deixar que o criminosos escolha o seu caminho; um bom policial envidará todos os esforços para prendê-lo e conduzi-lo à justiça para prestar contas de seus atos e esse mesmo bom policial não irá titubear em fazer uso da força necessária, inclusive a força letal, para cumprir o seu dever funcional se a situação assim o exigir.

Seja como for, o filme serve para trazer questões importantes à tona, estimula, acirra os ânimos e essa efervescência contribui para o aperfeiçoamento do debate tornando-o mais maduro, mais centrado e Oxalá contribuindo para o bem, para onde todas as coisas tendem.


Diógenes Viegas Dalle Lucca, Cap PMSP

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Agricultor tira a própria vida por meio de enforcamento na zona rural de Tenente Ananias/RN

O agricultor Francisco Sueldo de Andrade, 31 anos, que residia na Vila Mata, zona rural de Tenente Ananias/RN, por volta das 14:00 horas desta quarta-feira(27) tirou a própria vida por meio de enforcamento.

O fato ocorreu no interior de seu quarto, o genitor do mesmo ao perceber ainda tentou reanimá-lo.


O motivo não foi divulgado.


A Polícia Militar esteve no local constatando a veracidade do fato.

Um perito ad hoc foi nomeado para os exames de praxe.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

COMERCIANTE PARAIBANO E PRESO EM ALEXANDRIA/RN, PORTANDO MUNIÇÕES E MEDICAMENTOS DE MANEIRA ILEGAL.

Na manhã de ontem, terça-feira (26/04), por volta das 10h40min, na cidade de Alexandria/RN, a Guarnição de serviço, sob o Comando do Cabo PM FAUSTINO, prendeu em flagrante de delito a pessoa de Francisco Gil Sarmento, aposentado, 71 anos, natural de Sousa/PB, por encontrar-se portando, ilegalmente, munições e medicamentos. O fato ocorreu no Conjunto São Francisco, Bairro do Cascalho,

Segundo informações os policiais receberam, anonimamente, a denúncia de que a pessoa de FRANCISCO GIL estava portando em seu veículo Corsa Sedan de cor azul, vários materiais e objetos ora apreendidos.

VEÍCULO APREENDIDO:
Corsa Sedan, Cor Azul, placas MOP-3118 – Sousa/PB, ano/modelo 2006/2007, em nome de Elisabete Marques Sarmento.

MUNIÇÕES:
15 Kg de Chumbo; 25 caixas de espoletas; 45 unidades de pólvora preta com 50g cada; 80 unidades de pólvora rosa com 30g cada.

MEDICAMENTOS:
80 unidades de Dipirona c/ 10 ml cada; 03 caixas de Sonrisal c/ 60 unidades cada; 04 caixas de Dorflex com 240 unid. cada; 1.760 comprimidos de Diclofenaco de 50mg; 05 caixas de Anador c/ 120 unid.; 300 comprimidos de Intestin 2mg; 1.320 comprimidos de Áciso Acetalisalicilico 100 mg; 02 caixas de Gripineu c/ 100 comprimidos cada; 03 caixas de Doralflex c/ 200 comprimidos cada; 672 comprimidos de Paracetamol 750 mg; 25 caixas de Tylemax de Paracetamol líquido 15 ml; 38 comprimidos de Melhoral.

MATERIAIS:
63 chapéus; 40 Bonés; 10 rolos de durex; 24 caixas de baralhos; 07 caixas de Sabonetes Aroeira c/ 24 unidades cada; 34 escovas dental; 120 unidades de pegador p/ cabelos; 04 caixas de remendos Vipal c/ 100 unidades cada; 05 dúzias de coador de café; 03 caixas de grampos p/ cabelos c/ 300 unidades; 02 caixas de canetas azuis c/ 100 unidades; 70 unidades de fita isolantes; 12 unidades de aguardente alemã Jalapa D1; 08 unidades de elástico; 25 caixas de linha para costura c/ 10 unidades cada; 25 unidades de gel para massagem; 102 unidades de canetas automáticas; 40 unidades de ligas para motos; 10 dúzias de borracha para panela de pressão; 03 rolos de 15 m de liga de soro; 05 lanternas; 03 Controles remoto p/ TV; 02 bainhas p/ facas; 05 extensões de energia; 02 guarda-chuvas; 02 Dúzias de Cortador de Unhas; 100 unidades de interruptores de energia; 24 pulseiras; 01 dúzia de pentes fino; 04 máquinas calculadoras grandes; 30 máquinas calculadoras pequenas; 14 unidades de bocal c/ rabicho; 10 unidades pêra interruptor; 179 Unidades de lápis de madeira; 80 unidades de caderno de bolso e 11 caixa de contonetes.


Todo o material, medicamentos, munições, assim como o veículo no qual o sr. Francisco Gil se encontrava foram repassados à 8ª DRP de Alexandria, para onde também foi conduzido o acusado e apresentado à autoridade policial competente para serem realizados os procedimentos cabíveis e de praxe.

*Com informações da 3ª CPM/7ª BPM de Alexandria/RN

terça-feira, 26 de abril de 2011

HOMEM É PRESO EM FLAGRANTE NA CIDADE DE ALEXANDRIA COMERCIALIZANDO ILEGALMENTE MUNIÇÃO PARA ARMA DE FOGO

   
                                                    foto meramente ilustrativa

 
 
             Agora a pouco, na cidade de Alexandria/RN, a guarnição de serviço realizou a prisão de homem em flagrante de delito que se encontrava comercializando, ilegalmente, munição para arma de fogo, como também apreendeu uma certa quantidade do material que estava sendo comercializado.
A qualquer momento traremos maiores informações e detalhes deste ocorrido.  Desde já, parabenizamos os policiais envolvidos na ocorrência pela competente atuação.
 
 
fonte. 3ª CPM /7° BPM - Alexandria-RN

COMERCIANTE É PRESO POR ADULTERAÇÃO DE PLACA DE VEÍCULO EM TENENTE ANANIAS/RN


PMs do Destacamento Policial de Tenente Ananias/RN, sob o comando do sargento Franky, por volta das 18:30 hs de ontem, segunda-feira (25), realizaram a apreensão de um veículo, tipo Fiat Uno, com placas MXQ-1348 / Mossoró-RN, ano e modelo 1996/1997, cor azul.
Após uma consulta no CIOSPM, foi constatado que a placa usada no referido veículo pertencia a um outro automóvel, pois as placas do Fiat Uno ora apreendido deveriam ser MYQ-1348 / Mossoró-RN.
O condutor do Fiat Uno Francisco Justino da Silva Neto, 29 anos, comerciante, residente em Tenente Ananias/RN, recebeu voz de prisão e foi conduzido à 8ª DRPC em Alexandria/RN e apresentado ao Delegado Regional de Policia Civil, Bel. José Célio, sendo o mesmo autuado em flagrante de delito por adulteração de sinal de identificação de veículo automotor.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

MULHER É PRESA TENTANDO ENTRAR EM PRESÍDIO COM MACONHA E CRACK NO ÂNUS

Uma mulher foi presa na manhã do dia 22/04, sexta-feira por volta das 9h00m, ao tentar entrar com drogas no Presídio de Segurança Máxima de
Serrinha “cebolão”. BA. De acordo com informações do Grupamento Ostensivo com Cães (GOC), Rosilene Rodrigues Matos, 28
anos, conhecida como “Nena”, foi presa em flagrante durante a revista íntima transportando três pedras de crack, cocaína e certa quantidade de fumo.
A mulher embalou o material em papel alumínio, enrolou com uma fita isolante e colocou numa camisinha que foi introduzida no ânus. “Eu desconfiei do nervosismo dela e quando decidimos vistoriá-la encontramos a droga”, disse uma agente do presídio.
Rosilene foi encaminhada à 1ª Circunscricional de Serrinha e em depoimento aos agentes da Polícia Civil ela confessou que estava levando a droga para o seu companheiro Tiago de Souza Cruz, preso desde maio do ano passado acusado de dois homicídios nos anos de 2006 e 2010 em Ribeira do Pombal e receptação em 2005.
Durante entrevista à Rádio Continental, Rosilene afirmou que estava sendo chantageada pelo companheiro, que teria ameaçado de morte seu irmão caso ela não levasse a droga. Ainda segundo a acusada, as pedras de crack e a cocaína teriam sido adquiridas pela sogra dela que não teve o nome revelado.
Rosilene responderá pelos crimes de transporte e fornecimento de drogas agravada pelo fato de o crime ser praticado na dependência de um estabelecimento prisional e poderá pegar de cinco a 15 anos de prisão. Ela foi encaminhada para o xadrez da delegacia de Serrinha onde aguardará transferência para o “cebolão”.

GENRO É ACUSADO DE ESTUPRAR A PRÓPRIA SOGRA


             O jovem Paulo Santos da Silva, de 26 anos, está sendo acusado de ter estuprado a sua própria sogra na madrugada de ontem(24/04) domingo no município de Barbalha. Ele e Rita Maria Adriana dos Santos, de 44 anos, foram trazidos para a Delegacia Regional de Polícia Civil para os procedimentos de praxe. Juntamente com sua esposa e outros filhos de Rita, todos moram na Rua Projetada, 18 (Cirolândia) naquela cidade.
                  Ele disse à polícia que, por volta das 04h30min, batendo à porta e a mesma veio abrir quando cada um foi para os seus quartos dormir. Já em outra versão, Paulo Santos, que é usuário de drogas, conta que ao chegar já foi sendo agarrado pela sogra que se queixava de dores. Ele nega que tivesse mantido relações sexuais com Rita garantindo que foi dormir quando chegou.
                 Ninguém da casa ouviu barulhos estranhos, mas a mulher disse à polícia que acordou com o genro nu por sobre o seu corpo e afirma que foi violentada sexualmente. Rita disse mais à polícia que toma remédios controlados. Os dois foram trazidos à Delegacia de Juazeiro pelo Sargento Silva Lima e os Soldados ambos de nome Soares e a mulher será submetida a exame no Instituto Médico Legal (IML) de Juazeiro.
Site Miséria 

domingo, 24 de abril de 2011

PAI E FILHO SÃO PRESOS EM ANTÔNIO MARTINS ACUSADOS DE FURTAR GADO


Imagem Ilustrativa

PMs do Destacamento Policial de Antônio Martins/RN, sob o comando do sargento Herculano, prenderam na tarde de ontem, sábado (23), os agricultores Marcos Antônio da Silva, 34 anos, conhecido como "Marquinhos de Antônio de Mendes", e seu Pai, Antônio Salvino Batista, conhecido como "Antônio de Mendes", 58 anos, ambos residentes no Sítio Retiro, zona rural de Antônio Martins/RN, os mesmos foram presos por furto de gado.

O Sr. Francisco Tomaz, residente no Sítio Logradouro, zona rural de Frutuoso Gomes/RN, teve sete animais bovinos furtados acerca de cinco dias. Diligências estavam sendo realizadas e na tarde de ontem(23), encontraram quatro animais na propriedade do Sr. Antônio de Mendes, no Sítio Salva Terra, zona rural de Antônio Martins/RN. Os supostos acusados não souberam ou não quiseram informar a procedência dos animais furtados encontrados em suas terras, com a continuação das investigações pai e filho sempre entravam em contradições.
 
Acredita-se que os três animais restantes foram vendidos para comerciantes da região.
 
As investigações continuarão aos cuidados do Dr. Getúlio Medeiros, Delegado Regional da 7ª DRPC e o competente Inquérito Policial deverá ser concluído em dez dias.
 
"Marquinhos de Antonio de Mendes", em agosto de 2006, foi apontado como sendo dono de cerca de 100 kg de maconha apreendida entre Frutuoso Gomes e Antônio Martins/RN, na reportagem do Tribuna do Norte, ele aparece apenas como "Marquinhos" , confira a postagem, clicando AQUI.
 
Fonte: Nosso Paraná

Homenagem ao Sd Cleusimar



O cabo Barbosa em nome da equipe Seleção dos Destacamentos, ao receber o trófeu de 3º colocado no II Torneio Tiradentes, dedicou ao Sd Geraldo Cleusimar, que defendeu a equipe ano passado, na conquista do torneio do dia do soldado.

Feriadão já registra 25 mortes no Ceará

No bairro Mondubim, dois homens foram fuzilados dentro de uma churrascaria. Os acusados do crime foram detidos

Vinte e cinco pessoas tiveram morte violenta nos primeiros dois dias do feriadão da Semana Santa. Entre a madrugada de quinta-feira e o começo da manhã de ontem (sábado), foram registrados em todo o Estado 19 homicídios e seis óbitos em acidentes de trânsito.

O maior número de assassinatos aconteceu na Grande Fortaleza, onde 11 pessoas foram executadas nos bairros Cidade 2000, Mondubim (um duplo homicídio), Barra do Ceará, Genibaú, Goiabeiras, Sapiranga, Planalto Ayrton Senna, Conjunto São Cristóvão, Água Fria e no Edson Queiroz.

Sertão

Já no Interior cearense, os crimes de morte ocorreram nos seguintes Municípios, Uruoca, São Luís do Curu, Itapipoca, Capistrano, Juazeiro do Norte, Aracati, Icó e Pindoretama.

Entre os crimes que chamaram a atenção da opinião pública, dois assassinatos em família. O primeiro ocorreu em Uruoca, onde o menino Daniel Frota Magalhães, de 11 anos, foi assassinado, a golpes de faca, pelo próprio pai, o agricultor Antônio Gomes Magalhães, 36, que apresenta transtorno mental.

Já no Município de Aracati, a situação foi inversa. Um pai foi assassinado pelo filho que exigia dinheiro para comprar drogas. O morto foi o aposentado Francisco de Assis da Costa, 64, executado, a facadas, pelo filho José Waldir da Costa, 33,

Também no Interior ocorreram dois crimes passionais. Um dels aconteceu na zona rural do Município de Itapipoca, onde a adolescente Tamires Matias de Sousa, 15, foi morta, a tiro, pelo namorado, que, em seguida, praticou o suicídio.

Já os acidentes de trânsito aconteceram nas rodovias estaduais e federais e ainda em vias da zona rural, como o que ocorreu em Missão velha, onde dois jovens caíram de uma motocicleta e um deles, identificado como André Mendonça Barbosa, 23, sofreu ferimentos graves e acabou morrendo no hospital. Duas pessoas morreram em acidentes na BR-116. Uma delas era Erivan frutuoso Tiburtino, atropelado em Brejo Santo.

Fonte: Diário do Nordeste.Com

sábado, 23 de abril de 2011

PM PRESO POR DUPLO HOMICÍDIO É PRESO FORA DA PRISÃO ATIRANDO NO SOGRO

O policial militar Haroldo Oliveira Silva, preso preventivamente desde dezembro de 2008 no II Batalhão de Policia Militar em Mossoró, por ter executado friamente o casal de jovens Dayff Kennedy, de 22 anos, e Sanelle Lauane, 17 anos, na cidade de Martins, ganhou liberdade e continua dando trabalho à polícia.

De acordo com denúncias, ele anda armado com uma pistola 9 milímetros, que é de uso restrito das forças armadas e tentou matar o sogro, em Campo Grande, nesta quinta-feira (21), depois de uma discussão para vê o filho.

Como não conseguiu acertar os tiros (a vítima correu com a família pra dentro de casa), o PM Haroldo atirou várias vezes no veículo do sogro, que pediu socorro, por telefone, à Policia Militar. A sorte é que a Policia Civil e Militar faziam um trabalho de rotina na região.

O Grupo Tático de Operações de Assu chegou rápido ao local e efetuou a prisão do PM Haroldo, que deveria está preso em Mossoró. O acusado e agora suspeito em outro crime foi autuado em flagrante por posse ilegal de armas pelo delegado de plantão de Mossoró, Cleiton Pinho, que é titular da Delegacia de Policia Civil de Apodi.

O delegado Cleiton Pinho explicou que o PM Haroldo Oliveira, dependendo do teor dos depoimentos das vítimas em Campo Grande, poderá responder também por tentativa de homicídio. Tudo vai depender do que for investigado de agora em diante.

No caso da Justiça não ter dado ao PM Haroldo o direito de visitar familiares nesta páscoa, considerando sua periculosidade, o comando geral da PM vai deve abrir uma investigação para descobrir quem permitiu que o PM saísse da cela que estava recolhido no II BPM.

O crime praticado pelo PM Haroldo em Martins, no dia 13 de dezembro de 2008, causou grande comoção popular. O jovem casal foi brutalmente assassinado e teve seus corpos jogados numa região de penhasco. O caso foi investigado pela delegada Sheila Almeida.

As provas técnicas (balísticas) contra o suspeito são tão contundentes, que vários pedidos de Habeas Corpus já foram ingressados na Justiça e todos foram negados. Se que o último no dia 22 de novembro de 2010. Para a Justiça, o PM Haroldo é muito perigoso.
Fonte: nominuto.com

60º Homicidio em Mossoró só em 2011


Mais um crime de homicídio foi registrado no final da tarde de Sexta Feira 22 de Abril de 2011, é o de numero 60 em Mossoró.

Jadson Dantas de Morais, "Ja já", 23 anos de idade, desocupado, morador do abolição IV, foi morto por volta de 18:00 horas na rua Herculano Soares de Sousa no loteamento Três vinténs dois quarteirões de sua residência, próximo ao bar de cocotinha, no abolição IV.

Segundo Informações, Ja já estava no local quando dois elementos em uma motocicleta tipo Traxx, se aproximaram e efetuaram quatro disparos no mesmo, um na região lombar e os outros três no pescoço e cabeça.

Jadson, segundo informações, já havia sido preso acusado de assalto a cerca de dois anos atrás, porem era considerado uma pessoa de boa Índole pelos seus colegas.

A policia, não tem informações de quais motivos teriam causado a morte de Ja já.

O delegado de plantão, Bacharel Edvan Queiroz esteve no local, ouvindo depoimentos de populares e amigos da vitima e encaminhará o caso para a segunda delegacia de policia.

Peritos do Instituto Técnico e Científico de Policia, fizeram a perícia do local do crime e recolheram o corpo da vitima para os trabalhos de necropsia.

Foto e Fonte: Blog O Câmera

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Delegado diz ser mau momento para discussão

O momento é ruim para debater a questão do desarmamento, de acordo com o delegado de polícia Archimedes José Melo Marques, pós-graduado em Gestão Estratégica de Segurança Pública pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), corregedor-geral da Polícia civil por duas gestões e autor de diversos artigos sobre segurança. "Essa é uma discussão que não pode ocorrer sob o clima de comoção criado com o crime monstruoso de Realengo", falou.

Para o delegado, que atua há mais de 23 anos na área, se o referendo fosse refeito agora, provavelmente teria resultado oposto do que teve em 2005. "Seria preciso aguardar um pouco mais para trazer esse tema de novo à discussão", afirmou. "Estão se aproveitando para fazer novamente um referendo em que a população já deu sua opinião, que foi a favor de manter o direito de ter armas", diz.

Archimedes acredita ainda que a campanha poderá ter efeito inverso. "No meu entender ela beneficia os grandes traficantes de armas que abastecem o crime organizado. Eles continuarão tendo acesso a armamento cada vez mais sofisticado, uma vez que nunca dependeram de vias legais para adquiri-lo", disse.

O delegado disse que o problema do crime só será resolvido quando o governo decidir agir mais incisivamente.

"A criminalidade se combate por meio de um conjunto de políticas públicas sérias e efetivas nos planos do desenvolvimento social, além das medidas administrativas no âmbito dos órgãos ligados à segurança pública, que deve contar com a ajuda da comunidade e a força da adesão da própria sociedade. Não se combate a criminalidade com a simples deposição ou apreensão das armas de fogo dos cidadãos de bem", declarou.
*Diariosp

quinta-feira, 21 de abril de 2011

CAMPANHA DO DESARMAMENTO SERÁ MAIS AMPLA E MENOS BUROCRÁTICA

O Ministério da Justiça anunciou que a campanha de desarmamento deste ano será mais ampla e menos burocrática. O objetivo é fazer com que mais armas sejam retiradas de circulação sem que pra isso seja preciso descobrir a origem. Neste ano, por exemplo, o cidadão que entregar um armamento não precisará se identificar.

A campanha terá início no dia seis de maio. Outra novidade é que vários pontos em todo Brasil deverão receber as armas, incluindo igrejas e ONGs. Na campanha de 2008, apenas a Polícia Federal poderia receber o material.

De acordo com o Ministério da Justiça, o ideal é que cada município brasileiro tenha pelo menos um ponto de entrega. Outra vantagem será o recebimento imediato do pagamento. Assim que entregar a arma, o cidadão receberá um documento que lhe dará o direito a sacar o dinheiro em qualquer agência bancária do Banco do Brasil ou em caixas eletrônicos.

Na campanha de 2008, era preciso aguardar o depósito por parte do Banco do Brasil. Os valores de indenização continuam os mesmos, variam de R$ 100 a R$ 300, dependendo do tipo de arma.

O Ministério da Justiça reservou R$ 10 milhões para o pagamento das indenizações. A campanha do desarmamento deverá se estender até o final do ano.
 
Fonte: nominuto.com

21 DE ABRIL DE 2011 - Ordem do dia - Mensagem do Comandante Geral da PM-RN



Manhã de  sábado, 21 de abril de 1792. Há exatos 219 anos, ao mesmo  tempo em que  foi  silenciado o maior expoente da  luta pelo  alvedrio em nosso país,  ecoou por  toda nação o grito de liberdade que vem se perdurando até nossos dias. Morre Joaquim José da Silva  Xavier  e  surge  o  herói  Tiradentes,  homem  idealista,  incomum,  vanguardista  e  de elevada nobreza - qualificações estas inerentes às pessoas da mais elevada estirpe.
Nascido  em  uma  fazenda  no  distrito  de  pombal,  em  minas  gerais,  quando adolescente dedicou-se às práticas farmacêuticas e ao exercício da profissão de dentista, o que  lhe valeu a alcunha de Tiradentes. Alistou-se na  tropa da capitania de Minas Gerais, tendo alcançado o posto de alferes. Inconformado com o volume de riquezas tomadas pelos portugueses  e  a pobreza  em que o povo permanecia, passou  a defender,  juntamente  com Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga e Inácio José de Alvarenga Peixoto, a independência  da  província  mineira.  Delatado  por  um  dos  integrantes  do  movimento, Tiradentes foi preso, julgado e condenado a morrer na forca. 
O  sonho  do  herói  custou  sua  própria  existência  e,  apenas  30  anos  após  sua execução,  a  tão  almejada  liberdade  do  povo  brasileiro  foi  conquistada,  tornando-se  um marco  no  processo  histórico  de  consolidação  da  democracia  e  de  respeito  à  cidadania  - valores  que  ainda  hoje  buscamos  e  defendemos,  em  sentido  amplo,  com  o  sacrifício  da própria vida.
Instituído  como  patrono  das  Polícias  Militares  e  Civis  do  Brasil,  a  figura  de Tiradentes  transcende  a  imagem  do  mito  e  nos  inspira  com  o  sentimento  abnegação  e denodo,  características  inerentes  aos militares  estaduais  no  exercício  de  suas  atividades profissionais. Os desafios não são poucos no controle da violência e da criminalidade, na promoção dos direitos humanos e garantia da cidadania, contudo maior é a disposição para o  trabalho  e  a vontade de  crescermos  como  instituição, oferecendo  a proteção necessária que o povo potiguar exige e merece.
Meus  comandados,  que  o  glorioso  legado  do  alferes Tiradentes,  na  busca  heróica pela liberdade, nos proporcione a lucidez necessária no desempenho de nossas atividades e a força imperiosa para a defesa e proteção da sociedade norte-rio-grandense.
Que o grande arquiteto do universo proteja a todos nós.
Francisco Canindé de Araújo Silva - Comandante Geral da Polícia Militar do RN.

Fonte: Boletim Geral 074/2011

57º Crime de Homicidio em Mossoró


Vítima do homicidio

O Ciosp do 2º batalhão de policia militar de mossoró registrou mais um homicidio, no inicio da noite de quarta feira 20 de abril de 2011.
Daniel Diogo Morais de Souza, "Daniel Merenda" de 22 anos de idade, Garçom e morador da rua Pinheiro Machado no abolição IV, foi morto com três disparos de arma de fogo: "Um no abdomen, Um na Cabeça e Um nas costas"

Segundo informações o tiroteio teve inicio em um bar localizado na praça do bairro onde Daniel trabalhava como garçom. O mesmo correu, tentando escapar dos indivíduos, mas foi perseguido e cerca de 200 metros depois foi alcançado e morto, na rua Celina Siqueira, por trás do posto de saúde do bairro.

A unica pista que a policia dispõe é que foram dois indivíduos que chegaram ao local de motocicleta e efetuaram os disparos em Daniel Merenda.

Fonte: O câmera

Delegado é preso com adolescente de 16 anos em motel no AP



O coordenador do Centro Integrado de Segurança Pública da Policia Civil do Amapá (AP), delegado José Roberval Rangel de Almeida, 48 anos, foi preso na madrugada de terça-feira com uma adolescente de 16 anos em um motel na zona norte da capital, Macapá. O casal ainda estava com uma viatura da corporação.

A prisão foi feita por PMs que patrulhavam a cidade. Segundo informações dos militares, a denúncia foi anônima e endereçada ao Centro de Informações de Segurança Publica do Estado.

Os advogados de Almeida dizem que o caso foi uma armação. Eles disseram que vão provar na Justiça que o delegado foi vítima de um esquema para incriminá-lo e que foi enganado pela jovem, que teria dito ter mais de 18 anos.

O governador do Amapá, Camilo Capiberibe (PSB), anunciou exoneração do delegado, que responderá a processo interno. A corregedoria está avaliando o caso.

Fonte: Terra
Via Rádio Cultura Crato

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Acidente na RN 015 - Divisa do RN/CE

Um acidente com vitima fatal no inicio da tarde de terça feira 19 de abril de 2011, na RN 015, já no estado do ceara, cerca de 13 km da cidade de Baraúna.

Uma carreta com placas GXA 6571 da cidade de Conselheiro Lafaiete/Minas Gerais, carregada de Arroz, tombou em curva na localidade de Lajedo do mel município de Quixeré no Estado do Ceara.

A carreta era conduzida por Ricardo Fernandes Lemos de 34 anos de idade, que ficou preso as ferragens, mas foi retirado por populares e socorrido para o hospital regional Tarcisio maia em Mossoró, juntamente com seu filho “Ricardo Fernandes Lemos Junior” de um ano e sete meses de idade, que foi encontrado fora da carreta com pequenos arranhões.

Amanda Alves Neres Lemos, de 23 anos de idade, esposa de Ricardo e mãe da criança, ficou presa as ferragens, sendo necessário a presença do corpo de bombeiros do estado do ceará para resgatá-la já sem vida.

Segundo informações dos policiais que fizeram o isolamento da área ate a chegada dos peritos do Instituto medico Legal do Ceara, a carreta carregada de arroz iria descarregar em fortaleza.

Os peritos do IML recolheram o tacografo da carreta que registrou uma velocidade de 100 km no momento da capotagem em uma curva que indicava velocidade máxima de 40 Km.

Essa localização é conhecida como curva da morte, onde há cerca de três semanas um casal caiu de uma motocicleta e morreu no local.

Fonte: O Câmera

terça-feira, 19 de abril de 2011

Sogro efetua dois golpes de faca-peixeira contra genro, em Antônio Martins/RN

Nos primeiros minutos de hoje(19), por volta de 00 h e 30 minutos, no Alto São José, em Antônio Martins/RN, o surdo-mudo Leopoldo Neto, 28 anos, conhecido por Netinho, estava em desavença com sua esposa e uma cunhada viu e foi chamar seu pai, o agricultor Francisco Viturino dos Santos, 42 anos. conhecido por Tico Viturino, sogro da vítima, chegou a residência da vitima pela porta da cozinha e efetuou duas cutiladas de faca-peixeira, atingindo a região lombar do genro, que foi socorrido para o Hospital Justino Ferreira e em seguida transferido para Mossoró/RN, já o acusado que é sogro da vítima evadiu-se com destino ignorado e a Polícia local ainda continua realizando diligencias no intuito de capturar o foragido.

 Pela 2ª vez: homem é preso ao tentar estuprar a mãe

 
O ex-presidiário José Augusto vai retornar para o Presídio do Roger, em João Pessoa, após tentar estuprar a mãe pela segunda vez. Ele foi preso na noite deste domingo (17), no Bairro Cruz das Armas em João Pessoa.

A senhora informou a polícia, que estava deitada na cama após chegar da missa, quando o filho veio nu para cima dela e querendo manter relação sexual. Neste momento, a mulher reagiu empurrando José Augusto e em seguida correu para rua e pediu socorro.

O ex-presidiário disse que estava sob efeito de droga e estava arrependido. Na delegacia o acusado confirmou que tinha saído do presídio há cerca de 15 dias.

Fonte: Portal Correio